Clube News

Votuporanguense vence Ferroviária nos pênaltis e é campeão da Copa Paulista

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Votuporanguense vence Ferroviária nos pênaltis e é campeão da Copa Paulista

Neste domingo, a Ferroviária teve a chance de se sagrar bicampeã da Copa Paulista e escolher entre uma vaga para a Copa do Brasil 2019 ou do Brasileiro da Série D. No entanto, quem teve o “gostinho” de comemorar o título foi o Votuporanguense, que venceu pela primeira vez a competição ao ganhar nos pênaltis do time de Araraquara, mesmo jogando fora de casa.

Com o primeiro jogo da final tinha sido 1 a 1, em Votuporanga, qualquer empate levaria a decisão para as cobranças de pênalti, e foi exatamente o que aconteceu. Após uma nova igualdade, também por 1 a 1, o título foi para o Votuporanguense após Arthur mandar a bola na trave, na única cobrança errada de toda a série, e Renato Justi mandar para as redes.

Sabendo da importância do jogo, as duas equipes começaram esperando o adversário, porém sem deixar de atacar e buscar o gol. A primeira oportunidade aconteceu logo aos sete minutos, quando Bruno Baio ganhou no alto mas desperdiçou a chance de abrir o marcador para o Votuporanguense. Dois minutos, Ricardinho apareceu livre no escanteio, mas o goleiro do Ferroviária salvou a equipe.

Depois do susto, os donos da casa foram para cima e “responderam’ aos 15 minutos, quando Caio Mancha ficou perto de mandar para as redes, mas foi impedido pela intervenção de Destro. Cinco minutos depois, o centroavante teve outra oportunidade, porém o goleiro adversário conseguiu tirar a bola antes do arremate do jogador da Ferroviária.

Apesar das chances perdidas, a Locomotiva de Araraquara conseguiu chegar ao t]ao esperado gol. Léo Artur e Ytalo fazem tabelaram pela esquerda e, após cruzamento para dentro da área, Tom não desperdiçou: achou um carrinho como meio para finalizar e estufou as redes, fazendo a alegria dos torcedores da Fonte Luminosa.

Quando tudo indicava que a Ferroviária iria para os vestiários com a vitória parcial, os visitantes resolveram estragar o momento positivo e empataram aos 45 minutos, quando o árbitro já tinha assinalado os acréscimos. Após cruzamento da esquerda de Sávio para a área, Bruno Baio, conseguiu desviar e Erick Salles, sozinho, chutou sem qualquer chance para o goleiro Gabriel Leite.

Na volta do intervalo, a Ferroviária foi para cima, tentando tomar a liderança do placar novamente. Dos quatro minutos aos seis, o time da casa teve três oportunidades de fazer o segundo gol, porém Tom e Felipe Ferreira não tiveram sorte na hora de finalizar a jogada.

O time do Votuporanguense também teve algumas chances de marcar e ficar perto do título, mas o nervosismo parecia tomar conta dos jogadores dos dois lados. No fim do jogo, a Ferroviária ficou muito perto de ganhar o jogo, porém falhou novamente e o título foi decidido nas cobranças de pênalti.

Nas penalidades, os dois times começaram muito bem, com todos os jogadores acertando e colocando a pressão para o outro lado. Só que no final, Arthur chutou na trave esquerda do goleiro do Votuporanguense e, na sequência, Renato Justi encheu o pé, dando o histórico título da Copa Paulista ao CAV.

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter